Biblioteca
Português

Sedução e Vingança: Destinos Entrelaçados

29.0K · Em serialização
JL Oliveira
24
Capítulos
799
Visualizações
9.0
Notas

Resumo

"O destino uniu dois mundos opostos quando Sebastian Blackwood, um poderoso lobisomem bilionário, se apaixonou por Lira Clark, uma mulher simples e de coração puro, que também carrega um segredo. Porém, quando Lira revela sua gravidez esperando um gesto de amor e compromisso, Sebastian toma uma decisão brutal e a afasta de sua vida. Desamparada e com o coração partido, Lira encontra conforto nos braços de Lucius Nightshade, um enigmático homem que a acolhe e a protege. Enquanto uma nova história de amor surge entre eles, segredos sombrios vêm à tona, revelando uma conexão entre Lucius e a família Blackwood. Movido por uma sede avassaladora de vingança contra os Blackwoods, Lucius vê em Lira uma arma para atingir seus objetivos. Mas à medida que a verdade sobre a origem de Sebastian e a trágica história de sua amada são reveladas, os laços entre Lira e Sebastian se fortalecem novamente. Em meio a um jogo de intrigas, traições e poder sobrenatural, Sebastian, Lira e Lucius se veem presos em um triângulo amoroso complexo e perigoso. Enquanto lutam contra os segredos do passado e a fúria da vingança, terão que enfrentar escolhas difíceis que testarão sua lealdade, coragem e a verdadeira natureza de seus corações. O universo onde o amor e o poder sobrenatural se entrelaçam, desafiando as fronteiras entre a escuridão e a redenção.``

sobrenaturalmagiaromancebruxaalfavampirepossessivodominantebilionário

Capítulo 1

"A vingança é um prato que se come frio e eu ainda vou me vingar de você." - foram as palavras que alguém disse.

LIRA

A Noite cai sobre Domino's Vale, envolvendo a cidade com seu manto escuro e misterioso. Lira, uma jovem ruiva de coração simples, estava em seu modesto apartamento, preparando um jantar especial para comemorar o aniversário de Sebastian Blackwood, o homem poderoso e cheio de segredos que conquistou seu coração.

Enquanto colocava os pratos na mesa, ela sentia um misto de ansiedade e amor transbordando em seu peito. E queria fazer daquela noite uma ocasião inesquecível para Sebastian, mesmo sabendo das barreiras que os separavam.

Quando a campainha tocou, Lira se apressou em abrir a porta, revelando um Sebastian de expressão impenetrável.

"Feliz aniversário, meu amor", ela disse, sorrindo calorosamente. "Preparei tudo com muito carinho para você."

Sebastian olhou ao redor do apartamento, examinando cada detalhe cuidadosamente planejado pela ruiva. Embora sua expressão não revelasse muita emoção, ele esboçou um sorriso forçado para não desapontá-la.

"Obrigado, Lira. É muito gentil da sua parte", ele respondeu, sua voz um tanto distante.

Lira sentiu uma pontada de desapontamento, mas decidiu não deixar isso abalar seu ânimo. Ela se aproximou de Sebastian, envolvendo-o em um abraço carinhoso e um beijo apaixonado.

"Espero que goste de tudo. Quero fazer desse aniversário um momento especial para nós dois", ela disse, sua voz repleta de afeto.

Sebastian correspondeu ao abraço, embora suas feições continuassem impenetráveis. Ele sabia que não deveria se envolver tão profundamente com Lira, mas era difícil resistir ao encanto genuíno que ela emanava.

Enquanto se sentavam à mesa, a moça serviu o jantar, compartilhando pequenas histórias e risadas ignoradas por ele. Ela tentava trazer leveza ao momento, mas havia uma tensão palpável entre eles, um conhecimento silencioso de que aquele relacionamento era proibido.

Lira desviou o olhar por um instante, antes de reunir coragem para revelar seu segredo. Ela sabia que estava arriscando tudo ao abrir seu coração daquela maneira, mas sentia que era hora de ser sincera com ele.

"Sebastian, há algo que eu preciso lhe contar", ela começou, sua voz carregada de nervosismo.

Ele ergueu uma sobrancelha, demonstrando curiosidade. "O que é, Lira? O que está escondendo de mim."

Sentiu a tensão aumentar diante da reação fria de Sebastian. Ela podia ver a preocupação em seu olhar e estava determinada a trazer um pouco de alegria àquela noite.

"Sebastian, eu sei que tudo isso é inesperado, mas eu tenho um presente que vai alegrar a sua noite", disse Lira, com uma pitada de esperança em sua voz.

Sebastian olhou para ela, ainda contendo sua frustração. "Lira, eu... Eu não sei se estou preparado para lidar com mais surpresas hoje. Tudo isso é demais para mim."

Uma pontada de tristeza a invadiu, mas decidiu não desistir. Ela queria mostrar a ele que apesar de todas as adversidades, eles poderiam encontrar alegria juntos.

Quando o jantar chegou ao fim, a ruiva trouxe um bolo à mesa, com velas brilhantes acesas em sua superfície. Ela colocou uma caixa de presente com um laço perfeitamente amarrado ao lado do bolo, com uma expressão esperançosa em seu rosto.

"Sebastian, eu gostaria de cantar 'Parabéns' para você e depois você pode abrir o presente. Tenho certeza de que vai gostar", disse Lira, com um sorriso tímido.

Mas antes que ela pudesse iniciar a música, Sebastian interrompeu abruptamente. Sua expressão era de fúria contida.

"Que loucura é essa, Lira? Você só pode estar brincando", ele disse, empurrando a caixa de presente e caindo no chão. "Eu não tenho tempo para jogos ou surpresas agora."

As palavras de Sebastian atingiram Lira como uma facada em seu coração. Ela sentiu as lágrimas aflorarem, mas se obrigou a manter a compostura.

"Sebastian, por favor, você precisa abrir o presente. Eu... eu quis compartilhar algo importante com você", Lira implorou, sua voz trêmula.

Ele lançou um olhar frio para a caixa de presente no chão. "Eu disse para não brincar comigo, Lira. Eu não estou interessado em surpresas ou segredos."

A decepção inundou o rosto dela, mas ela não poderia deixar que a raiva de Sebastian a abatesse completamente. Ela respirou fundo e levantou-se da mesa.

"Sebastian, eu... eu estava esperando que essa noite pudesse ser especial para nós. Eu entendo que você está com medo e confuso, mas eu não posso mudar a verdade. Eu só queria compartilhar algo importante com você, algo que pode nos unir ainda mais", Lira falou, lutando para conter as lágrimas que ameaçavam cair.

O homem permaneceu em silêncio, com seus olhos fixos no chão. Ela sabia que havia atingido um limite emocional e que a raiva estava dominando seu raciocínio.

"Sebastian, por favor, dê uma chance ao nosso amor", sussurrou, sua voz embargada. "Eu só queria…"

Lira sentiu seu coração afundar quando Sebastian desprezou suas palavras, negando qualquer possibilidade de aceitar a surpresa que ela havia preparado com tanto carinho. Ela abaixou-se rapidamente, pegando a caixa do presente que estava no chão, desfazendo o laço enquanto lágrimas escorriam por seu rosto.

Sebastian, impaciente, caminhou até uma das janelas, desviando o olhar para os carros que passavam na rua. Sua irritação estava evidente em seu rosto tenso.

Com as mãos trêmulas, Lira abriu a caixa e mostrou a Sebastian o pequeno sapatinho de bebê que havia comprado com tanto amor. Ela esperava que aquilo tocaria seu coração e o faria reconsiderar.

Sebastian virou-se bruscamente para encarar Lira, uma expressão de incredulidade estampada em seu rosto. "Que palhaçada é essa, garota? Você acha que vai me enganar com isso? Pare com essa bobagem e diga que tudo isso é mentira."

Lira soluçou, sentindo seu mundo desmoronar diante da frieza de Sebastian. Ela lutou para encontrar as palavras certas, sua voz trêmula quando disse: "Não, Sebastian, não é mentira. Eu estou grávida e é seu filho que eu estou esperando."

A resposta dele foi cortante, um golpe direto em seu coração já fragilizado. "Eu não quero essa criança, Lira. Não posso e não vou assumir essa responsabilidade."

A ruiva se desesperou diante da rejeição cruel de Sebastian. As lágrimas caíam sem controle enquanto ela lutava para respirar. Em meio ao caos emocional, ela correu escada abaixo, deixando seu prédio para trás.

Desorientada e perdida, corria pelas ruas, suas lágrimas misturando-se com a chuva que começava a cair. Seu coração partido doía física e emocionalmente. Seus pensamentos eram um borrão, mas ela continuava correndo, desesperada por encontrar um refúgio.

Foi então que, em meio à sua angústia, Lira sentiu algo bater em seu corpo frágil e perder o equilíbrio, caindo violentamente no asfalto. A dor lancinante percorreu seu corpo enquanto lutava para abrir os olhos. A visão embaçada revelou um vulto misterioso, alguém que se aproximava dela.

Lira tentou falar, mas suas palavras falharam enquanto ela encarava aquele homem desconhecido. E, antes que pudesse entender completamente o que estava acontecendo, ela perdeu a consciência, mergulhando em um desmaio profundo.