Biblioteca
Português

OS FILHOS DO SHEIK (completo)

171.0K · Finalizado
JL Oliveira
96
Capítulos
190.0K
Visualizações
9.0
Notas

Resumo

Livro 2 Comprada Pelo Sheik Dentro das páginas deste livro, três histórias entrelaçadas ganham vida, os filhos de Rajj e Helena, revelam os caminhos distintos de Emhre, Esam e Nádia. Entre os obstáculos, amores proibidos e promessas não cumpridas, os trigêmeos embarcam em uma jornada épica de descobertas, paixões avassaladoras e a busca pela redenção. Emhre, o filho irresponsável, é obrigado a confrontar um destino indesejado que o aprisiona em um casamento indesejado. Enquanto ele luta contra as expectativas impostas sobre ele, segredos profundos ameaçam revelar-se e desafiar sua própria essência. Esam, o noivo prometido, enfrenta a encruzilhada entre o dever e o amor verdadeiro. Em meio a uma sociedade rígida e tradições arraigadas, ele é forçado a questionar sua lealdade e seguir seu coração, desafiando convenções e desvendando segredos obscuros. Nádia, a advogada de gelo do deserto, carrega consigo a chama ardente da vingança. Determinada e implacável, ela mergulha em um mundo de intriga e perigo, onde as linhas entre justiça e vingança se confundem. Em sua busca por redenção, ela deve enfrentar escolhas difíceis e confrontar seus próprios demônios interiores. Revelações surpreendentes e encontros inesperados colidem, transformando o destino dos trigêmeos de maneiras inimagináveis. Boa leitura.

amorfuturopossessivoromancedominantebilionárioJL Oliveira

Prologo

A mulher ao meu lado tem a pele morena e macia com os olhos mais verdes e límpidos que já vi, me lembro dela ontem a noite com o vestido sexy vermelho enquanto jantávamos na cobertura do seu apartamento aqui em Nova York, deslizo minha mão sobre suas costas enquanto ela esta adormecida, depois de um noite intensa de sexo, sentado aqui na cama, sorrio de lado e penso como sou um filha da puta sortudo, por ter uma das mulheres mais famosas e desejadas em minha cama. Seus lindos olhos se abrem mostrando um intenso verde, então ela sorri e me deseja bom dia, no seu lindo rostinho eu vejo como ela está feliz e sei que fui o grande causador dessa felicidade.

- Querida cheguei – a voz ecoa pelo apartamento.

- Merda meu marido voltou mais cedo, você tem que sair daqui Emhre.

- Você não disse que ele só voltaria semana que vem – eu digo a ela já pegando minhas roupas pelo chão.

- Foi o que ele me disse – enquanto me ajuda com as roupas – Você tem que sair daqui – os passos do velho Senador Thompson, pela escada de mármore fica mais audível – Vai, saia pela janela escale até o outro quarto e saia pela porta de serviço no fim do corredor – ela me empurra para a janela – Vai logo ou estaremos arruinados.

- Adeus minha linda – dou o ultimo beijo e saio.

Ainda bem que em Nova York os prédios mais antigos e chiques têm grandes janelas e o beiral, na qual me encontro agora nu e segurando a roupa que usava na noite passada. Para minha sorte minha cueca cai e sai voando como um pássaro até chegar ao chão da quinta avenida, sorte minha que as pessoas aqui andam sempre com muita pressa e não perdem tempo olhando para cima nos prédios. Estou grudado na parede, me sentindo o Homem Aranha, só que sem a teia para passar de um prédio para o outro. O beiral onde me encontro do lado fora do prédio tem o tamanho exato de meu pé, tento não olhar muito para baixo para não me dar vertigem e de passo em passo bem devagar vou conseguindo chegar a outra janela do quarto para dar o fora daqui. Faço uma nota mental que preciso muito parar de sair com mulheres casadas e não cair nessas confusões que entro fugindo dos maridos, mas sei que não resisto a uma bela mulher.

Rajj

Sentado na cadeira do meu escritório recebo uma foto constrangedora de meu filho Emhre, pendurado nu em um prédio em Nova York, a não sei quantos metros de altura, provavelmente fugindo de algum marido. Eu não sei onde errei com Emhre e o porquê de meu filho agir dessa forma.

- Onde erramos Com nosso filho, Helena?

- Talvez ele tenha puxado ao pai dele – ela olha a foto sentada do outro lado da mesa – Ou você se esqueceu de como era antes de me conhecer – ela abaixa a cabeça e me olha por cima dos óculos que a deixa com ar de secretária sexy, como amo essa mulher – Não foi a mim que ele puxou eu tenho certeza, como nossos filhos são diferentes, Esam tão centrado e responsável, já Henre só se mete em confusão.

Depois da adolescência turbulenta dos trigêmeos achei que não teria nada mais difícil na vida, mais encaminhá-los à vida adulta está sendo mais difícil do que as briguinhas de três adolescentes e agregados que moravam e visitavam o palácio.

Nossa casa sempre cheia de pessoa todo momento, quando éramos somente eu e meu irmão Mohamed, tudo era sempre calmo e sem barulho, mas depois de Helena posso dizer que minha vida mudou de cabeça pra baixo, nossa história turbulenta cheia de novas pessoas e novas aventuras, mais nossos trigêmeos Esam, Emhe e Nádia, cada um com sua personalidade e seu jeito de pensar deixou as aventuras do passado no chinelo como dia minha amada Helena.

Esam é o mais velho, o mais centrado, acho que isso ele adquiriu geneticamente do meu pai, infelizmente devo salientar, como meu pai gostava de tudo nos seus devidos lugares e de nada errado, pelo menos para as outras pessoas já que ninguém o contrariava. Mas o meu primogênito foi sempre muito estudioso e com as melhores notas, tirando a rabugice era o filho exemplar, será um ótimo governante para Shariff um governante justo e dedicado.

Emhe idêntico ao irmão em sua forma física, porém na forma de pensar e agir, são como óleo e água. Esse era o que me dava mais trabalho, o que eu ia buscar quase preso em diversos lugares do mundo, pois vivia viajando e se metendo com mulheres casadas, bebidas e confusões sem tamanho. Helena até pensava que tinha errado na educação do nosso garoto do meio e chegava muitas vezes a chorar, sempre nos fazendo a grande pergunta ´´ AONDE FOI QUE EU ERREI RAJJ?``. Mais dei a ele dois meses pra tomar jeito e virar um homem de verdade e cuidar das empresas ou irá viver do seu próprio trabalho e dinheiro, não vou mais passar a mão na cabeça dele.

Nádia minha caçula, minha princesa e a mais parecida fisicamente com a mãe, é uma mulher forte, principalmente no gênio e quando quer alguma coisa não a nada que a faça desistir, trabalhadora desde muito nova tomava conta de alguns dos nossos negócios e era implacável conhecida como a filha do Sheik, nunca perdia e sempre somava. Essa é minha menina.

Meus filhos são tudo que tenho de mais precioso juntamente com o restante da família e amigos que se aglomeram nesse palácio. Mais o meu diamante sempre será a mulher de minha vida, Helena.

Deixo com vocês a história dos meus filhos.