Biblioteca
Português

O Padrinho(Triologia Ella Monteiro)

108.0K · Finalizado
Ella Monteiro
104
Capítulos
273.0K
Visualizações
9.0
Notas

Resumo

Será que algum outro laço é mais importante que o amor ? Será que diferença de idade é mais importante que o amor ? Piter, um cara de 40 anos que nunca se casou por não acreditar no amor. Melissa, uma menina de 18 anos, apaixonada desde os 14, fez desse sentimento a sua motivação de vida, para que quando fosse uma adulta, pudesse enfim lutar para viver esse grande amor. Só tem um detalhe: Seu grande amor, é também amigo de longa data de seus pais, e o pior.... é seu padrinho !

amorpaixaoamor verdadeiropossessivoromancedominante

Melissa

Acordei cedo hoje, é segunda- feira e já estou ansiosa...hoje vou ligar para o Pitty !

Meu nome é Melissa, mas todos me chamam só de Mel, tenho 18 anos, faço cursinho pré-vestibular de manhã e a tarde trabalho como auxiliar de escritório na empresa do meu pai, ele tem duas lojas na cidade, uma só de tintas e a outra de materiais de construção.

Já terminei o ensino médio e agora vou prestar alguns vestibulares, eu quero fazer direito igual ao Pitty.

Ando estudando bastante, só nesses próximos meses tenho vários para prestar, porém o que mais está me deixando ansiosa é o desse próximo final de semana, porque é na cidade do Pitty e eu vou pedir para ficar na casa dele para ir fazer a prova.

Na verdade o nome dele é Piter, mas quando eu era pequena, não conseguia falar o nome dele e o chamava de Pitty, ai pegou o apelido, até hoje só o chamo assim.

Ele era namorado da minha tia quando eu nasci, aí meus pais os chamaram para serem meus padrinhos de batismo.

Sempre gostei muito dele, tanto que quando eu estava com cinco anos, ele e a minha tia terminaram o namoro, eu fiquei tão brava, que fiquei uns três dias sem falar com a minha tia.

Mesmo depois do rompimento, ele continuou a frequentar a minha casa sempre, uma vez que ele era amigo dos meus pais e meu padrinho. Foi assim por vários anos, até que quando eu estava com 10 anos, ele arrumou um emprego numa empresa multinacional num outro estado e foi morar longe de mim.

Eu sentia muita falta dele, mas ele nunca me abandonou, vinha me ver sempre que podia, vinha no natal e nos meus aniversários nunca faltou.

Meu carinho por ele era imenso, eu era super apegada no meu padrinho desde pequena, até que no meu aniversário de 14 anos, ele veio para a festa, me trouxe um notebook de presente dizendo que eu ia precisar para conversarmos daqui para frente...eu não entendi, e foi então que ele me deu a pior notícia do mundo: Tinha sido transferido no trabalho e iria embora do país ! Eu não podia acreditar, comecei a chorar, ele me abraçou e disse que era só por um tempo, mas eu estava inconsolável.

Enfim, naquela noite eu tive até febre, acho que nunca chorei tanto na vida, no dia seguinte não conseguia nem abrir os olhos direito, de tão inchados que ficaram.

Passados seis meses que ele tinha ido para o exterior, eu sempre falava com ele pelo facebook, mas a saudade era enorme, um dia abri o face e vi uma foto dele abraçado com uma mulher...senti raiva, na mesma hora, vendo que ele estava online o chamei inbox e perguntei quem era a moça da foto, e ele disse que era sua namorada. Senti como se uma espada perfurasse meu peito, era dor mesmo, depois da minha tia nunca mais tinha visto ele com namorada nenhuma, eu sempre ouvi o pessoal aqui de casa falar que ele não pára com mulher nenhuma, que é um galinha e tal, mas ouvir é uma coisa, ver é outra.

Falei para ele na cara dura que ela era feia e ele deu risada, disse que eu ia gostar dela se a conhecesse...Eu nem respondi mais.

Gostar dela ? Nunca ! Falei para mim mesma, eu tava possessa, ele me mandou mais mensagens e eu nem quis mais conversa e disse que precisava sair. Naquela noite eu nem dormi, só de lembrar dele abraçado com aquela moça eu chorava e tinha vontade de vomitar.

Nos dias após esse acontecimento eu nem no face entrei, só pensava nele e no quanto eu sentia saudades, não queria vê-lo com outra mulher, então eu percebi que não era mais carinho de afilhada para padrinho, eu estava apaixonada por ele !

O namoro com a tal mulher durou oito meses, e quando acabou eu quase soltei fogos, mas nunca falei dos meus sentimentos para ele.

Mas agora enfim, após quatro anos morando fora, ele enfim voltou para o Brasil, faz quase um mês que ele está de volta, mas eu ainda não o vi, ele não veio me visitar ainda, me disse que está ajeitando as coisas, e que virá logo, mas eu tenho outros planos, vou ligar para ele hoje e pedir para ficar na casa dele nesse fim de semana para poder fazer a prova.

Passei esses quatro anos me preparando para encontrar com ele, tudo que eu faço é pensando nele, academia, pilates, cabeleireiro, a melhor alimentação possível e até mesmo que faculdade cursar, uma vez que nesse tempo fora, ele acabou se tornando um dos donos de uma rede de escritórios de advocacia.

Tenho dois facebooks, em um somos amigos, eu quase não coloco fotos nesse, e o outro ele nem sabe que eu tenho eu bloqueei para ele não poder me achar, eu quero fazer surpresa, tenho certeza que quando ele me ver, não vai mais olhar pra mim como a afilhadinha apenas.

Eu sei que ele é um pegador de mão cheia, e que não resiste a uma mulher bonita (e eu sou bonita) e isso me faz pensar que se eu fizer tudo direitinho como venho planejando, vai dar certo.

Após tomar banho, colocar um vestido curto, porque está bem calor, tomei meu café calmamente, porque hoje não teve curso, olhei no relógio e já são 10:00h, vou tentar falar com ele agora.

Pego meu celular e ligo direto no celular dele, quanto escuto a sua voz, minha barriga gela.