Biblioteca
Português

Ela pertence ao Rei da Máfia

193.0K · Finalizado
Queenies
147
Capítulos
33.0K
Visualizações
9.0
Notas

Resumo

"Por favor, não faças isso. Peço-te." Ganhei coragem para dizer estas palavras. A minha voz é de súplica e os meus olhos estão desesperados por chegar até ele. "Não posso esperar mais. Não sabes como te quero, até as tuas lágrimas me excitam." O seu rosto aproximou-se mais de mim. Eu podia sentir o seu hálito quente no meu rosto, e as suas palavras causaram um arrepio na minha espinha. ☆☆☆ Quando um perigoso captor coloca seus olhos em uma jovem garota, ele sabe que precisa tê-la, mesmo que isso signifique levá-la contra sua vontade.

romanceamor verdadeiroamormafiabilionáriodominantemenina boa

ONE

Normani Parker

Preguiçosamente, rolei para fora da cama quente e aconchegante quando ouvi o som do maravilhoso despertador.

Note o sarcasmo.

Bati a mão em meu alarme estúpido, gritando para que eu fosse para a escola. Estou me sentindo tão preguiçoso hoje. Quem estou enganando? Eu me sinto preguiçoso literalmente todos os dias. Eu me enrolei em uma bola e entrei debaixo dos lençóis, pressionando a cabeça no meu travesseiro confortável.

Enquanto soltava um gemido de desaprovação, levantei-me da cama. Depois de arrumar o quarto, arrastei-me até o banheiro, batendo a porta ao ligar o chuveiro, esperando que ele atingisse a temperatura certa antes de tirar o pijama e esperar tomar banho, e acabei depilando as pernas. Vinte minutos depois, saí com os cabelos molhados e cheirando a baunilha.

Escolhi um macacão azul que chegava até o meio da coxa e tinha um laço na cintura porque eu queria me destacar. Passei um hidratante no rosto, depois um pouco de delineador, fazendo com que meus olhos azuis se destacassem, e também apliquei meu brilho labial de morango. Prendi meu cabelo loiro médio em um rabo de cavalo, destacando um pouco de cabelo em ambos os lados do rosto. Calcei minhas sapatilhas pretas e saí do meu quarto em direção à cozinha para preparar uma xícara de café, acrescentando duas colheres de creme de caramelo francês e duas colheres de açúcar.

Que delícia.

Voltei para o quarto para pegar meu celular e uma bolsa preta enquanto ainda segurava meu café. Verifiquei a hora e vi que já eram 9 horas da manhã e minha aula começava às 10 horas. Tomei meu café com pressa, peguei uma maçã e a comi. Não me dei ao trabalho de bater na porta do quarto da Stephanie porque sabia que ela estaria na escola, já que tinha aula cedo hoje.

Peguei as chaves do carro no balcão ao sair de casa. Abri o carro e entrei rapidamente, colocando o cinto de segurança e depois liguei o carro. Liguei o rádio, aumentando o volume enquanto ouvia minha música favorita da Ariana Grande, "position", tocando. Ao sair da entrada da garagem, comecei a ir em direção à universidade.

Encontrei um lugar perfeito para estacionar. Desci rapidamente do carro e peguei meu celular para ver as horas, mas descobri que já eram quase 10. Coloquei o celular de volta na bolsa antes de entrar correndo na escola para ir à minha primeira aula do dia.

♧♧♧

"Ei, garota, como foi a aula hoje?" Steph perguntou quando entrei em nosso apartamento. Somos melhores amigas desde sempre e agora cursamos a mesma faculdade. Sou muito grata a Steph e sua família. Depois da morte de meus pais em um acidente de carro quando eu tinha dezesseis anos, os pais de Steph me acolheram e me trataram como uma filha. Não sei o que seria de mim sem eles. Eles são como minha segunda família.

"A Sra. Williams pode ser muito irritante. Não sei por que ela sempre implica comigo. "Reclamei, sentando-me no sofá ao lado dela e apoiando as costas no assento.

" Ela ainda é uma vadia para você? "Ela perguntou, recebendo um aceno de cabeça de minha parte. "Ela precisa mesmo transar. Duvido que o marido dela esteja fazendo um bom trabalho se ela sempre chega irritada", respondeu Steph. Franzi o cenho, não me surpreendendo nem um pouco com a resposta dela. "Por falar em transar, hoje é sexta-feira. Vamos para a boate. "

"Não, eu tenho uma tarefa a cumprir e ir à boate não é a minha praia", eu disse.

" Vamos lá, vai ser divertido, eu prometo", ela implorou, "e você precisa mesmo desabafar."

"Não, não preciso."

" Por favor, por favor, por favor." Eu me virei para olhá-la enquanto ela me lançava seu melhor olhar de cachorrinho, sabendo muito bem que eu não conseguiria resistir.

"Tudo bem", suspirei, recebendo um grito dela.

"Ótimo! Partiremos às 7 horas", e nós dois nos levantamos juntos, indo para nossos vários quartos.

Fui para o banheiro e tomei um banho rápido, lavando-me do estresse do dia. Me enxuguei com a toalha e olhei para as horas; já eram 6:00. Eu esperava tirar um bom cochilo antes de sair com Steph. Demorei um pouco para secar o cabelo.

Depois de secar o cabelo, fui até o armário e descobri que não tinha nada para vestir. Eu não costumo ir a boates, então tudo o que eu tinha eram calças de moletom, jeans e cardigãs. Comecei a pensar se deveria ir ou não, mas uma batida na porta me tirou de meus pensamentos.

Stephanie entrou em meu quarto com dois vestidos em suas mãos, e eles me deixaram sem nada para imaginar.

" Steph, para onde estamos indo mesmo?" Perguntei por curiosidade.

"Ok, você me pegou. Há um clube exclusivo para pessoas famosas, ricas e poderosas, e por acaso consegui dois passes", respondeu ela animada.

" Steph, não acho que isso seja uma boa ideia. Estamos falando de um clube que exige passes. "Digo a ela que não estou a fim de fazer isso.

"Não se preocupe, nada de ruim vai acontecer", ela me garantiu, "agora venha se sentar e deixe-me prepará-lo".

No que eu me meti?