Biblioteca
Português

Casamento miserável

76.0K · Finalizado
E.J. Black
47
Capítulos
31.0K
Visualizações
9.0
Notas

Resumo

Casamento miserável Liviana Johnson, filha do conde de Hamilton, é apaixonada por Marcus Livingston, futuro duque de Agnes, desde os 15 anos de idade. Após a estreia de Liviana na sociedade em sua primeira temporada, ocorre um acontecimento comprometedor com Marcus e ela é obrigada a se casar, o que mais do que uma obrigação é um sonho, pelo menos para a jovem Liviana, já que para o duque é bastante pelo contrário, ele vê nela uma jovem gorda e sem graça e incapaz de desenvolver outro sentimento que não seja nojo e raiva por levá-lo a se casar tão cedo e ainda mais quando ele estava interessado em outra senhora. Mas... O que acontecerá quando o duque precisar que sua esposa conceba um herdeiro? O que ele fará quando vir que, em vez daquela jovem gorda e sem graça que lhe tirou, se depara com uma mulher capaz de fazê-lo perder a sanidade?

amor verdadeirorealezaromanceamordramamimos docesamor dolorosabeauanyanygabriellyfeminina

Capítulo 1

dezembro de 1820

Liviana observava a neve cair pela janela, era noite de Natal e ela poderia dizer que era um dos dias mais frios, embora seu quarto estivesse em uma temperatura que a mantinha aquecida. Por um momento ela pensou naquelas pessoas que não tiveram a mesma chance que ela de manter sua casa aquecida durante o inverno frio, e sentiu pena delas.

- Por Deus Luz! Você já se trocou para o jantar de hoje com os Duques de Agnes? – indicou a sra. Parker, sua babá, correndo pelo quarto em busca do lindo vestido que Liviana usaria naquela noite. Mas a culpa é minha, você ainda é muito jovem para fazer isso sozinho.

"Nana, logo farei dezessete anos e finalmente serei apresentada à sociedade", ela respondeu com certa diversão.

-E você também pode encontrar um bom marido. - Enfatizou a Sra. Parker e Liviana fez uma cara de desgosto.

-Você sabe que vai ser um pouco difícil, né? - ela disse com tristeza na voz, sua avó a olhou interrogativamente -. O homem que amo nem se vira para olhar para mim.

-Marcus Livingston está cego percebendo como você é linda, mas pode estar esperando sua primeira temporada começar.

- Você realmente acha que Marcus pode se interessar por mim quando eu for apresentada à sociedade de babás? - perguntou Liviana, empolgada com a ideia.

-Claro minha menina, você é linda e tenho certeza que ele também sabe disso.

Liviana sorriu esperando que as palavras de sua avó fossem verdadeiras.

- Você acha que ele estará presente no jantar que seus pais organizaram para hoje? - Liviana perguntou enquanto colocava o lindo vestido turquesa que combinava com seus olhos.

-Eu não conheço a minha menina, mas é bem provável, são os pais dela, mesmo que ela more na sua residência de solteiro, é dever dela atender. –Respondeu a avó ajudando-a com o vestido.

-Acho que engordei ainda mais, o vestido está mais justo do que quando a Sra. Jayson tirou minhas medidas. - a voz de Liviana soava deprimida.

Sempre que um vestido ficava apertado ela se sentia mal, não queria ser gorda mas por mais que tentasse evitar, não conseguia parar de comer e se sentia culpada por não ter mais autocontrole.

-Não se sinta mal minha menina, o vestido fica mais bonito em você assim, realça um pouco mais seus quadris e curvas, tenho certeza que quando sua primeira temporada começar mais de uma vai querer te cortejar.

Dona Parker sempre tentou levantar o ânimo de Liviana, sua autoestima não era das melhores e tudo graças ao seu pai que sempre dizia como ela era feia e gorda, que se ela não parasse de comer nunca encontraria um bom par como marido e eu seria como uma solteirona.

Quando terminaram, Liviana se olhou no espelho de corpo inteiro que estava ao lado de sua cama e contemplou como estava linda naquela noite, o vestido realmente lhe caía perfeitamente e pensou que melhor ainda, sua avó estava certa, algumas de suas marcas eram mostrando curvas. Seu cabelo estava preso com algumas ondas caindo para os lados de seu rosto. Ela se sentiu linda e sorriu ao pensar que talvez Marcus pudesse, só desta vez, olhar para ela um pouco mais do que apenas dizer olá.

-Você está bonita. - sua avó a lisonjeava.

-Obrigado vovó, sem você acho que seria um desastre.

-Sua mãe ficaria muito orgulhosa de você, minha menina.

A simples menção de sua mãe fazia seus olhos se cristalizarem, ela chorava toda vez que seu aniversário se aproximava sabendo que sua mãe morreu por causa dela, no mesmo dia em que ela nasceu sua mãe deixou este mundo deixando-a com um pai que a odiava e a culpava pelo morte de sua esposa.

Ela respirou fundo para que as lágrimas não saíssem e estragassem a maquiagem simples, mas bonita, que sua babá se encarregou de aplicar nela.

-Melhor descer antes que seu pai fique bravo.

-Sim, é o melhor.

Liviana saiu do quarto e desceu as escadas até chegar ao hall onde esperava o pai. Minutos depois chegou ele, o homem que ela chamava de pai, mas não se comportava como tal.

Vamos, estamos atrasados. - Foi tudo o que ele disse.

Liviana vestiu o xale e eles deixaram o condado em uma das carruagens sem dizer uma palavra, Liviana já estava acostumada com os silêncios do pai, então ela só se divertia olhando para o chão da carruagem pensando em Marcus, ele estaria lá ele mesmo, fazia muito tempo que não o via, só teve a oportunidade de vê-lo quando Marcus e seu pai visitaram a residência de Hamilton ou quando os duques de Agnes os convidaram para um jantar em família, já que ambas as famílias mantinham uma boa amizade.

Ela ainda se lembra da primeira vez que viu o Marcus, também foi na noite de natal a dois anos atrás, ela lembrou que naquele ano foi o pai dela quem deu o jantar e eles compareceram, ela estava descendo as escadas tão rápido até que esbarrou nele, para ela foi amor à primeira vista, ver aqueles olhos azuis como o céu e sentir os braços fortes que a seguravam a fez se sentir em outro mundo, e desde então ela nunca mais parou de sonhar com ele e seu desejo de um dia poder ser sua esposa . Esse era o desejo mais íntimo e intenso de Liviana.

Ao chegarem à mansão do Duque, foram recebidos de forma familiar, pois como sempre, Lord Alexander era o melhor amigo de Lord Henry, seu pai. Dona Lilian recebeu Liviana com um abraço maternal ao qual ela respondeu na mesma moeda.

-Que bom que você já está aqui, embora meu filho ainda deva chegar, você sabe como é o Marcus, e ainda mais agora que ele mora em sua residência de solteiro. - disse Dona Lilian e o coração de Liviana começou a bater só de ouvir o nome de seu amante. E minha filha está prestes a cair.

Não se preocupe, Excelência. –Disse o Conde sentando-se para conversar com seu velho amigo enquanto os jovens chegavam.

“Minha querida.” Liviana prestou atenção ao chamado da duquesa. Eu estava pensando que talvez você e minha filha possam conversar sobre a próxima temporada para que ela possa dar alguns conselhos, já que esta será a segunda temporada dela.

Liviana tentou sorrir gentilmente com o belo gesto da duquesa, mas sabia que seria impossível já que Lady Aline Livingston não gostava dela, não sabia porque a irmã do homem que amava não suportava tê-la por perto. Ela parou de se aproximar quando percebeu que era impossível e que não era culpa dela, já que nunca haviam trocado uma palavra.

"Claro" foi a única coisa que Liviana disse.

Em pouco tempo Lady Aline desceu as escadas com uma graça e perfeição que fizeram Liviana se sentir inferior.

"Boa noite," Lady Aline cumprimentou enquanto chegava ao andar térreo e se juntava a todos. Conde, é uma grande alegria para mim vê-lo novamente.

-Digo o mesmo a Lady Aline, minha amiga e espero que para esta temporada possa escolher seu futuro marido - respondeu o Conde de Hamilton com um sorriso que fez encolher o coração de Liviana, ela nunca havia dedicado um de seus sorrisos a ela, quem era sua filha.

"Espero que sim", respondeu Lady Aline.

"Com licença", interrompeu o mordomo da residência. Lady Ashton acaba de chegar.

-Senhora Emma? perguntou a duquesa, um tanto confusa, pois não se lembrava de ter convidado a jovem.

"Eu a convidei, mãe, você sabe que ela é minha melhor amiga", explicou Lady Aline. mostre-a em

-Pronto, minha senhora - o mordomo retirou-se segundos depois para aparecer com Lady Ashton.

"Boa noite," ela cumprimentou quando chegou à sala onde todos estavam presentes. Obrigado por me convidar para passar esta noite com você.

"De nada, querida", respondeu a Duquesa, não muito feliz, ela não gostava muito de Lady Emma por ser muito marcante, além de saber do interesse de seu filho pela senhora, e para ser honesto entre Lady Emma e Dona Liviana, ela preferia a esta última.

A duquesa há muito sabia dos sentimentos que Liviana nutria por seu filho, e não porque ela havia confessado a ela, mas porque ela não sabia como segurá-los quando estava perto dele, era muito óbvio, e o que a duquesa mais gostava era ver os olhos brilhantes de Liviana quando olhava para o filho, aquele olhar de admiração e perfeição que só uma mulher apaixonada poderia dar ao seu amante.

Liviana se sentiu deslocada, se ela se sentia bonita antes não mais, bastou ela ver Lady Aline e Lady Emma para perceber que não seria uma das debutantes mais lindas da próxima temporada, ela já percebeu isso como as senhoras deveriam ser consideradas bonitas e ela não entrava nessa faixa, nem poderia se comparar a elas. Dona Aline era muito bonita, era esguia e tinha olhos azuis, seus cabelos eram cor de mel de tão brilhantes e lisos. Mas Lady Emma, ela era linda, corpo esguio e magro, olhos azuis tão claros quanto o céu, cabelos dourados como ouro, seu rosto era delineado com nariz arrebitado e lábios finos. Seu rosto feliz mudou quando ela lembrou que Marcus chegaria em breve, ela não queria mais que ele a visse, pelo menos não esta noite.

Para a duquesa, a mudança de humor de Liviana não passou despercebida, então ela resolveu se aproximar.

-E aí menina? - Liviana sorriu ao ouvir como a duquesa falava com ela, e por um momento imaginou como teria sido conhecer sua mãe.

"Nada, minha senhora", respondeu Liviana.

-Boa noite. - Dona Lilian ia falar quando seu filho chegou. Desculpe a demora - ela cumprimentou os presentes com gentileza, mas para Liviana não passou despercebido como os olhos de seu amado brilharam ao olhar para Lady Emma, e como seu coração se partiu um pouco mais ao ver como ele pegou sua mão e depositou um beijo neles, naquele momento ela sentiu inveja e quis ser aquela a quem Marcus beijava com os lábios -. Você está muito bonita esta noite, Lady Emma.

-Muito obrigado meu senhor, posso dizer o mesmo sobre você - respondeu Lady Emma e por alguns segundos eles se encararam, algo que todos notaram.

"Filho," a Duquesa chamou para que todos esquecessem o momento, Marcus prestou atenção em sua mãe com um lindo sorriso. Você se lembra de Lady Liviana, filha do conde de Hamilton?

Marcus olhou Liviana de cima a baixo e fez uma careta escondida que só sua mãe percebeu. Claro que ele se lembrava da gordinha que babava por ele, ela era tão burra que não conseguia esconder o quanto gostava daquilo.

"Claro, como está Lady Johnson?" - foi a única coisa que ele disse.

"B-bem m-milorde." -Marcus revirou os olhos ao ouvir a gagueira da jovem, ele realmente não suportava mulheres assim, e vendo como ela corava, preferia mulheres como Lady Emma, decidida e contundente. E ele esperava que na próxima temporada Lady Emma o aceitasse como seu marido.

Liviana quis dizer mais alguma coisa, mas Marcus rapidamente se afastou para ficar ao lado de Lady Ashton, algo que a fez se sentir ainda pior, principalmente com a asneira que ela acabara de cometer, gaguejando na frente de Marcus?! Ela não poderia ser mais estúpida, se ele não prestava atenção nela antes, muito menos o faria agora.

Toda a esperança de ser aceita pelo homem que ela amava acabava de se desfazer e com ela seu coração partido.