Biblioteca
Português

Audrey Anzelloti

133.0K · Finalizado
Gleice Rosa
100
Capítulos
941
Visualizações
9.0
Notas

Resumo

Audrey Anzelloti Uma linda mulher, independente com muitas marcas do passado, usa os homens para obter vantagens até conhecer Lucca Di Fillipo um famoso empresário. Plágio é Crime! *TODOS OS DIREITOS DESTA OBRA SÃO RESERVADOS!*

amorassassinatobrigasdramahorrorromanceviolênciarenascimentoamor verdadeiro

Audrey Anzelloti Capítulo 1

Olá, está obra é a primeira que posto aqui, possui texto com linguajar sexual e conteúdo erótico, caso não goste não siga a leitura, bem como descrição de abuso sexual e agressão física.

Recomendado para maiores de 18 anos.?

Texto original, plágio é crime.

Não autorizo cópia.

_ Sou eu Audrey Anzelloti, 23 anos, solteira mas, sem nenhum intuito de ter algum relacionamento, até porquê, homens não merecem uma migalha de amor, digo isso com prioridade, já que fui abusada sexualmente pelo meu tio aos treze anos de idade, até hoje trago mágoas e não confio em nenhum ser dotado de um pênis e testosterona.

_Podem estar se perguntando se eu denunciei, como fazer isso aos treze anos e sozinha no mundo?!

_ Minha mãe morreu quando eu tinha apenas 7 anos de idade, as poucas lembranças que guardo dela são o que me conforta, assim como de meu pai, ele era o único homem que eu confiei nessa vida, sempre foi muito amoroso e me tratava como uma princesa.

Papai morreu após um ano que minha mãe partiu, eles se amavam muito e meu pai apesar de me amar não suportou a dor de perde-lá e cometeu suicídio.

_Bem são coisas que eu não gosto de ficar lembrando, me machucam muito ainda hoje, mesmo passando todos esses anos!

Para mim homens só servem de tapete ou um mero degrau para que eu possa alcançar meus objetivos.

Estou cursando Odontologia, Já quase terminando, como pago com dinheiro do meu trabalho, sou uma acompanhante de Luxo, sabe aquela história do Book Rosa realmente existe.

_Tenho noção da minha beleza, assim como ela me ajuda a conseguir algumas coisas hoje ela me trouxe também o trauma do abuso, meu tio alguém que eu amava, que cuidou de mim desde a morte dos meus pais mudou seu comportamento quando meu corpo se desenvolveu na puberdade.

_ Sei que alguns de vocês, vão me julgar, falar que estou me vendendo ou me chamar de prostituta mas, para mim pouco importa a sua opinião ou de quem quer que seja, tive que aprender a me virar desde os meus quatorze anos, quando não suportei mais os abusos falei para minha tia, que o meu tio estava me usando, tocando em mim de modo sujo, o que ela fez !?

Me bateu e me colocou na rua com a roupa do corpo, nessa época conheci um anjo que hoje é minha melhor amiga.

Ana Clara, ela me encontrou na rua a noite chorando e toda machucada e me acolheu em sua casa, ela é a única referência de amor que tenho depois dos meus pais, Ana não é tão mais velha que eu, na época ela tinha apenas 27 anos mas, já tinha sua vida, sua família tem boas condições e ela morava sozinha, quando contei a ela tudo que passei, não exitou nem por um minuto.